Crie um site como este com o WordPress.com
Comece agora

Cibersocialismo = Capitalismo inclusivo

Cibersocialismo e Capitalismo Inclusivo são o mesmo sistema apresentado em linguagens distintas, por pessoas que representam grupos supostamente antagônicos mas que, na verdade, foram criados e são mantidos pela mesma elite que controla o mundo. O objetivo de ambos é levar a humanidade para um novo modelo econômico e social – o Great Reset (cibersocialismo + capitalismo inclusivo) fará surgir o Tecnofeudalismo, um novo mundo “melhor”, onde as pessoas pagarão pelo uso de bens e serviços, não pela posse, a propriedade será abolida, a família, a herança, a individualidade, a exclusividade, as classes sociais, as diferenças biológicas e culturais, as nações, o mundo será repartido em feudos controlados por megacorporações, que monopolizarão toda a cadeia produtiva e comercial, o ser humano será inutilizado por completo, restringido ao máximo em unidades habitacionais minúsculas ou compartilhadas, proibido de viajar e circular por sua própria região, terá todos os aspectos de sua vida decididos pela inteligência artificial e necessitará de permissões constantes para tudo.  

Neste texto irei apresentar alguns trechos da obra “A dialética do sexo” – 1976 – escrita pela feminista judia Shulamith Firestone, que propõe a criação de uma nova sociedade através da tecnologia e substituição do trabalho humano pelas máquinas. Para Shulamith, a natureza tem um erro que nos oprime e escraviza, gera desigualdade e injustiça, e pessoas como ela sabem como corrigir o mundo através da tecnologia, eliminando a diversidade natural, substituindo-a pela padronização artificial.

É assim que Shulamith termina seu livro.

– “Ordem através do caos”.

– “A explosão (caos), Big Bang, criou (ordem) o universo”.

Muitos ainda vivem a ilusão, a imaturidade da bipolaridade Bem X Mal. Para a maioria das pessoas, obrigatoriamente, se um lado é definido como mau, o outro tem que ser o bom. Nesse sentido as massas são condicionadas a assumir lados e odiar quem não assume lado algum, pois na mente desses tipos, quem não está com eles está, obrigatoriamente, contra eles.

Tento explicar em meus textos que não há lado algum, só há Nós e ELES. ELES são a elite, uma elite hereditária e, por isso, tem séculos de experiência no controle de toda a estrutura de poder, que ELES mesmos construíram para escravizar a mente das pessoas, aprisionando-as em uma eterna divisão de classes que devem odiar-se e matar-se entre si, de modo que, a elite, verdadeira responsável de todas as desgraças, passa despercebida e intacta.

É preciso entender que qualquer regime, ideologia/religião ou mecanismo de padronização da humanidade são criados pelo mesmo grupo, com os mesmos objetivos. Esse poder é passado de geração em geração e muda de nome ou forma, de acordo com a necessidade de controle e ilusão necessários no momento para manter a alienação das massas, impedindo a verdadeira compreensão de nosso mundo, nossa natureza humana e de como tudo funciona.

Seja Monarquia, República, Ditadura, Democracia, Capitalismo, Comunismo, Anarcocapitalismo, Liberalismo, Socialismo, Estado confessional, Estado Laico, Federalismo, sempre haverá uma elite no poder controlando os supostos “representantes” do povo, que são controlados por ELES e devem levar a culpa quando as massas começam a desconfiar de alguma coisa, neste momento são substituídos por novas caras, que irão apresentar um “novo” sistema, com um novo nome, mas que na prática dará seguimento ao mesmo plano.

Quando estudamos a verdadeira história da humanidade percebemos um padrão que se repete em todas as gerações, descobrimos as barbáries que foram cometidas e os enganos que fizeram povos inteiros massacrarem-se uns aos outros e seus “inimigos”. Obviamente, isso enoja qualquer pessoa normal e é comum que as pessoas voltem toda sua ira a essa elite deformada e parasita. Vejo as coisas de uma forma diferente, percebo que ELES sempre precisaram da participação das “vítimas” para chegar aonde chegaram, e com facilidade sempre encontram pessoas sujas o bastante para trair seu povo, família e cultura em troca de pequenos prazeres e futilidades. A humanidade também me enoja e revolta, a falta de memória, a ignorância, a preguiça, a covardia e a forma como acreditam na mentira com muito mais facilidade do que na verdade. As pessoas demandam pela falsidade, pelo engano, pelo irracional, pelo bizarro e grotesco e por isso também são responsáveis.

É comum ouvir pessoas repetindo o mantra – “Conhecimento liberta” – sem conhecer realmente nada, pois o tipo de conhecimento que as pessoas têm não é o que deveriam ter, é o que vem fácil e mastigado pelos servos do sistema. O problema da humanidade é a burrice, uma pessoa burra não é capaz de discernir entre certo e errado, bem e mal, e é por isso que o mundo sempre esteve imerso em desgraça e injustiça, mesmo tendo todas as condições para que todos vivessem em plena paz e abundância. O ignorante sempre irá buscar no outro a culpa de seus males, jamais em si mesmo, e assim torna-se fácil gerar discórdia e divisão entre as pessoas, método que ELES sabem usar muito bem.

A seguir ao cibersocialismo virá a exposição do capitalismo inclusivo, um novo nome promovido pelas figuras de sempre, mantendo a divisão entre dois pólos, criados para concretizar os mesmos objetivos. Com personagens e adjetivos distintos chega-se ao mesmo destino. Uma sociedade dividida em apenas dois grupos é muito mais fácil de ser controlada, e é por isso que aqueles que não aceitam nenhum deles são os piores inimigos de todo o sistema. Enquanto dois grupos brigam entre si, pensando que divergem completamente, estão, de forma imperceptível, caminhando de mãos dadas para o mesmo destino e juntos combatem aqueles que não querem ir para lado algum. Esse é o segredo do sucesso e sempre funciona. Quem controla todos os lados não pode perder.

Pág. 237

“Em 2014, a Conferência sobre Capitalismo Inclusivo, co-organizada pela City of London e pela holding EL Rothschild, foi realizada em Londres, onde o conceito de capitalismo inclusivo foi discutido como uma medida prática. Em outra conferência em 2015, o “Caminho para a Ação” foi discutido. No mesmo ano de 2015, a Coalition for Inclusive Capitalism foi registrada nos Estados Unidos como uma organização sem fins lucrativos. Lynn Forester de Rothschild tornou-se o CEO fundador da Coalizão. Na Conferência sobre Capitalismo Inclusivo de 2016 na cidade de Nova York , os participantes expressaram o compromisso de promover o crescimento econômico inclusivo. Os membros da Coalizão expressaram a crença de que todas as partes interessadas, incluindo empresas e sociedade, devem estar engajadas na promulgação de uma agenda de capitalismo inclusivo.”

https://en.wikipedia.org/wiki/Inclusive_capitalism

“Seu terceiro marido é Sir Evelyn de Rothschild (nascido em 29 de agosto de 1931), a quem ela foi apresentada por Henry Kissinger na conferência do Grupo Bilderberg de 1998 na Escócia . Eles se casaram em 30 de novembro de 2000, em Londres , Inglaterra , depois que Rothschild se divorciou de sua esposa em 2000. Ela é sua terceira esposa. No anúncio do casamento, o casal Rothschild foi convidado para passar a lua de mel na Casa Branca pelos Clintons. O casal divide seu tempo entre casas em Nova York e Londres, uma casa de verão em Martha’s Vineyard e a histórica propriedade rural da família Rothschild em Ascott , na Inglaterra. Em virtude de seu casamento com um cavaleiro , ela é conhecida socialmente como Lady de Rothschild.” 

https://en.wikipedia.org/wiki/Lynn_Forester_de_Rothschild

Sua referência ao Fórum Econômico Mundial de Klaus Schwab não é por acaso. O grupo é mais um grupo de frente no que está se tornando uma corrida de vagabundos globalistas para tentar convencer um mundo cético de que as mesmas pessoas que criaram o modelo pós-1945 de globalização liderada pelo FMI e entidades giga-corporativas mais poderosas que governos, destruindo agricultura em favor do agronegócio tóxico, desmantelando padrões de vida em países industrializados para fugir para países de mão de obra barata como México ou China, agora liderará o esforço para corrigir todos os seus abusos? Estamos sendo ingênuos se engolirmos isso.

Lady Lynn é interessante além de seu famoso marido. De acordo com a lista de nomes daqueles que voaram no jato particular do traficante sexual infantil condenado e agente do Mossad Jeffrey Epstein, um nome que aparece  é “de Rothschild, Lynn Forester”.

O empreendimento Rothschild com o Vaticano neste momento, além da co-fundadora Lady Lynn Forester de Rothschild, inclui magnatas do dinheiro escolhidos a dedo e suas fundações selecionadas que pomposamente chamam a si mesmas de “Guardiões”. Esse é um termo que soa mais como uma gangue do South Side Chicago ou algum tipo de senhores da máfia. Eles se autodenominam os guardiões morais, agora junto com seus novos amigos no Vaticano, para a reforma do capitalismo.

A lista de membros do Guardian inclui Rajiv Shah, o CEO da Fundação Rockefeller, e ex-parceiro do esquema AGRA da Fundação Gates para introduzir sementes transgênicas na África. A Fundação Rockefeller está envolvida na promoção de um “lockdown” pandêmico desde 2010 e é uma parte central da agenda do WEF Great Reset. Ele acaba de lançar um relatório Rockefeller, Reset the Table: Meeting the Moment to Transform the US Food System .

Os Guardiões de Rothschild também incluem Darren Walker, o CEO da Fundação Ford. Essas duas fundações, Ford e Rockefeller, fizeram mais para moldar uma política externa imperial americana do que até mesmo o Departamento de Estado dos EUA ou a CIA, incluindo o financiamento da fracassada Revolução Verde na Índia e no México e a criação por fundos Rockefeller de culturas geneticamente modificadas.

O chefe da DuPont, uma gigante de OGM e grupo de produtos químicos, é outro Guardian, bem como as empresas de vacinas e medicamentos, Merck e Johnson & Johnson. A Merck mentiu sobre os riscos de seu remédio para artrite Vioxx até que mais de 55.000 usuários morreram  de ataques cardíacos. A Johnson & Johnson esteve envolvida em inúmeras fraudes nos últimos anos, incluindo em torno dos efeitos negativos de seu medicamento antipsicótico Risperdal, presença ilegal de amianto causador de câncer em seu talco e potencialmente milhares de ações legais por seu papel como fornecedor líder de o opióide no analgésico mortal  OxyContin da Purdue Pharma .

Também incluem CEOs da Visa, Mastercard, Bank of America, Allianz Insurance, BP. Em 2016, a Visa, juntamente com a USAID, estava por trás do catastrófico experimento Modi para introduzir uma economia sem dinheiro na Índia.

Outros guardiões da transformação do capitalismo inclusivo incluem o chefe do Bank of America, cujo banco foi processado pelo governo dos EUA por fraude relacionada à crise das hipotecas subprime nos EUA em 2008, bem como por lavagem de dinheiro para os cartéis de drogas mexicanos mortais e o crime organizado russo. (…)

https://journal-neo.org/2020/12/22/the-dangerous-alliance-of-rothschild-and-the-vatican-of-francis/

A Modern Utopia‘ (1905), de HG Wells, descreve um mundo governado por um “Estado Mundial” (governo global) que “possui” a totalidade do planeta. Uma ordem de “nobreza voluntária” conhecida como Samurai governa o mundo para resolver o “problema de combinar progresso com estabilidade política”. A humanidade é vegana, todos os gêneros são iguais, as raças humanas não são mais reconhecidas, a automação torna o trabalho físico quase obsoleto e a moeda é baseada em unidades de “energia”.

https://www.henrymakow.com/2021/11/fabian-society-key-players-in-.html

Fontes de pesquisa:

O banqueiro judeu Jacob Schiff era o chefe da firma de investimentos de Nova York Kuhn, Loeb & Co. Ele foi um dos principais apoiadores da revolução bolchevique e financiou pessoalmente a viagem de Trotsky de Nova York à Rússia. Ele foi um dos principais contribuintes para a campanha presidencial de Woodrow Wilson e um defensor da aprovação da Lei do Federal Reserve.

https://www.winterwatch.net/2019/10/firebrand-bolshevik-leon-trotsky-fully-backed-by-international-banksters-and-the-british-pedo-war-party/

RESENHA: A dialética do sexo. Shulamith Firestone.

https://odysee.com/@alinecristina:9/Dial%C3%A9tica-2:a

El Espíritu Revolucionario Judío Eugene Michael Jones

https://superocho.org/watch/hTtvBC7efxzGYdg?lang=spanish

MONOPOLY – A QUEM PERTENCE O MUNDO?

Mr. Robot – temporada 4 – episódio 2

https://odysee.com/@alinecristina:9/Mr.Robot-temporada4-epis%C3%B3dio2:c

Publicado por amellocristina

Arquiteta e Urbanista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: