Crie um site como este com o WordPress.com
Comece agora

NÃO IMPORTA

Se existe ou não um vírus, se ele é ou não uma arma biológica, se é chinês, se é americano, se a vacina imuniza ou não, nada disso importa.

Tudo o que foi feito e aceito pelas pessoas por causa de uma pandemia de gripe, por uma suposta proteção coletiva, é insano e criminoso.

Profissionais da saúde não podem, em hipótese alguma, negar atendimento a pessoas doentes, seja por qual doença for, omissão de socorro é crime.

Profissionais da saúde não podem, em hipótese alguma, condicionar, dificultar ou selecionar quais pacientes querem ou não atender.

Profissionais da saúde não podem impor um teste que “prove” que os pacientes não possuem uma certa doença para que sejam atendidos, pois um hospital serve para tratar pessoas com doenças e com qualquer doença. https://odysee.com/@carlosantonio.plandemia:f/Camara-oculta-graba-en-hospital-la-farsa-de-las-PCR:5

Profissionais da saúde não podem impedir os pacientes de terem acompanhantes e receberem visitas, pois o acompanhamento de familiares e amigos faz parte da recuperação, que inclui o fator psicológico e emocional.

É preciso ter muito tempo disponível para além das funções habituais, passar alguns minutos segurando um telefone para cada paciente de um hospital, supostamente lotado por uma pandemia.

Quando a sua empresa está com uma carga excedente de serviço você e seus colegas param o trabalho para dançar e brincar?

O ritual: carnaval dos médicos e enfermeiros durante a falsa pandemia de covid-19. https://odysee.com/@alinecristina:9/medicos-dan%C3%A7ando:4

Um vírus criado em laboratório e utilizado como arma biológica não pode ser tratado ou evitado com máscaras, vacinas ou vermífugos.

Uma arma biológica não gera variantes.

Uma arma biológica não terá sua disseminação interrompida com o confinamento das pessoas.

Exigir um certificado de vacina para uma arma biológica é totalmente insano.

Uma arma biológica não selecionaria o público alvo por idade, sexo, etnia ou classe social, a menos que fosse usada apenas em um local específico, com uma população de pessoas muito específica, e assim não seria uma pandemia mundial.

Um vírus não seleciona o público alvo por idade, sexo, etnia ou classe social. É impossível haver uma pandemia de gripe ou qualquer outra doença que não atinja crianças, mendigos, usuários de drogas, etc…

Tratar uma doença viral com qualquer coisa que não seja designado para uma doença viral é insano.

Uma substância, seja com RNA, grafeno ou qualquer outra coisa, após injetada não poderá ser removida do organismo, os efeitos dessa substância não poderão ser amenizados ou aniquilados com comprimidos, prata coloidal ou seja lá o que for.

Uma substância capaz de alterar o DNA humano jamais poderá ser removida de um organismo e passará às próximas gerações. https://odysee.com/@JorgeGuerra:4/cas:88

Uma máscara não barra nenhum tipo de vírus, álcool gel não mata nenhum tipo de vírus, o uso de luvas não impede nenhum vírus de entrar ou sair de corpos.

Condicionar que em uma mesa de restaurante para 8 pessoas só possam sentar 6 não irá gerar nenhum efeito em uma situação de contágio viral.

Determinar que 10 pessoas a menos em um local evita a transmissão de um vírus é estúpido e não faz diferença alguma. A contaminação depende do sistema imunológico de cada pessoa, e a potência desse sistema é responsabilidade de cada indivíduo, que deve cuidar da sua saúde com alimentação, sono, exercícios, bom humor, não usar drogas, não fumar, etc…

Confinar pessoas enfraquece o sistema imunológico, fundamental para defesa e combate de qualquer doença. O confinamento gera stress, depressão, distúrbios psicológicos, desequilíbrio de rotina – alimentação, funcionamento do intestino, sono – redução de exposição ao sol, dos exercícios físicos, etc…

Confinar pessoas não impede nenhum tipo de contaminação viral, pois o meio de propagação de um vírus é o ar, e o ar circula por todos os lugares, entra em todos os lugares, assim como os vírus, que são microscópicos! Se é impossível exterminar completamente o mosquito da dengue, milhares de vezes maior que um vírus, como as pessoas pensam que podem evitar, impedir ou extinguir um vírus?

Retirar a máscara só um “pouquinho” para comer te mataria se, de fato, existisse um vírus mortal, e se, de fato, uma máscara tivesse algum poder de barrar esse vírus.

Se uma máscara funcionasse ela nunca, em hipótese alguma, poderia ser retirada, nem mesmo dentro de casa, pois os vírus são microscópicos e circulam através do ar.

Os vírus não são radioativos e não podem ser transmitidos por cadáveres!

Ou as pessoas assumem que agiram de forma irracional e criminosa ou a situação continuará uma bola de neve, com pessoas enlouquecendo-se e culpando-se mutuamente, enquanto os que planejaram toda a situação continuam no comando de tudo.

Nenhum vírus, seja artificial ou natural, tem poder de propagação mundial. Nem a bomba atômica destruiu o Japão por completo, e foram duas. ELES jamais soltariam de propósito, ou criariam uma condição que possibilitasse uma coisa altamente contagiosa e mortal de escapar, pois ELES estariam também em perigo.

Se ELES usam armas biológicas ou químicas, como o Agente Laranja, é porque sabem que o uso pode ser controlado e restrito apenas ao alvo que querem atingir.

Injeções podem ser facilmente controladas e ELES podem até mesmo fingir que as tomam para convencer suas vítimas. https://odysee.com/@alinecristina:9/antony-hopkins-falsa-vacina:7

Em 2009 o laboratório Baxter – comprado pela Pfizer – produziu uma vacina para a gripe com vírus vivo da gripe aviária (H5N1) e vírus vivo da gripe comum. https://odysee.com/@MiBiblio-LBRY:d/089400044_TERESA-FORCADES:8

Reportagem sobre a falsa pandemia de 2009: https://odysee.com/@CapitalistChile:0/Plandemia-Gripe-A-H1N1-Gripe-Porcina:a

Toda a falsa pandemia de covid-19 foi criada com base em testes PCR, que não servem para diagnosticar doenças. Com base em resultados falsos foi criada uma falsa pandemia de contágios, de pessoas saudáveis com resultados positivos, resultados que podem ser escolhidos de acordo com a amostragem – uma mesma pessoa pode testar positivo e negativo dependendo da escolha de quem faz o teste, com base nos ciclos de amostra.

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é image-129.png

Criado o pânico de uma falsa propagação viral é possível convencer pessoas a injetarem uma substância em seus corpos, essa sim, capaz de adoecer e matar.

Pessoas morrem todos os dias por centenas de motivos, todos os anos pessoas morrerem de gripe comum e outras doenças respiratórias, essas pessoas foram mostradas como vítimas de covid-19 para favorecer a aceitação de uma vacina.

Antes de começar a pandemia idosos haviam recebido a vacina anual de gripe.

As pessoas que já estavam em tratamento por outras doenças, as que já estavam internadas e as que continuaram adoecendo por outros motivos, foram testadas e diagnosticadas como portadoras de covid, gerando números falsos para as estatísticas.

– Fulano morreu com ou de covid?

As máscaras foram o primeiro passe covid, depois os testes, as vacinas e agora os QR codes.

Apesar de irracionais e criminosas todas as medidas foram aceitas e cumpridas, ninguém deixou de morrer, a pandemia não acabou, não acabaram os testes, as máscaras, os confinamentos, distanciamentos, a discriminação, a opressão, as vacinas, as variantes…

Tudo porque as pessoas temem e odeiam umas às outras, dividem-se com a maior facilidade e disputam para ver quem tem razão, criando alternativas mirabolantes para tentar solucionar um problema fictício, ao invés de admitirem o óbvio e unirem-se contra o inimigo comum.

Publicado por amellocristina

Arquiteta e Urbanista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: