Crie um site como este com o WordPress.com
Comece agora

O que acontecerá quando a validade do seu passe vacinal acabar?

Acabo de ver um vídeo onde dois brasileiros, imigrantes na Itália, dizem que o green pass – como é chamado o passaporte vacina no país – após a segunda dose da “vacina”, tem validade de nove meses.

Em nenhum momento os dois demonstram qualquer tipo de preocupação ou curiosidade em saber o que acontecerá depois desses nove meses. Eles dizem que não poderão usar nenhum transporte público ou entrar em museus e restaurantes sem o passaporte, como eles querem fazer tudo isso, tomaram a primeira dose e estão esperando pela segunda. Se eles estão tomando as duas doses da “vacina” para poderem fazer essas coisas, por que não preocupam-se em saber como farão tudo isso depois de nove meses?

Como funciona a mente dessa gente:

Quero muito ir ao cinema.

– Você só pode entrar no cinema depois de levar uma martelada no dedão do pé. Mas veja, você é livre para escolher se é no esquerdo ou direito.

– Aaahhh, então posso escolher em qual dedão eu quero?

– Claro, você é quem decide sobre isso!

– E se eu deixar você martelar meu dedão poderei entrar no cinema?

– Sim, você receberá um certificado de martelamento válido por nove meses.

– Ah, se é assim então pode martelar, quero muito entrar no cinema.

Tudo isso começou com as máscaras. Primeiro confinaram as populações com a desculpa de que seria por apenas 15 dias. De 15 em 15 passaram-se meses e então disseram que se quisessem sair de casa, deveriam usar uma máscara. Para ter o “direito” de andar pelas ruas ou comprar comida em um supermercado todos aceitaram o uso de máscara.

Todo processo de condicionamento é feito aos poucos, por etapas, criando brechas mentais de aceitação.

Antes para voltar ao “normal” era preciso 70% da população vacinada com duas doses, agora já dizem que é preciso mais de 90% com três doses, doses anuais, testes, quarentenas e passes. Nada voltou ao normal, quanto mais as pessoas aceitam mais requisitos adicionam à condição de “liberdade”.

Quem pensou que tomando a vacina acabaria com tudo isso colaborou para que ficasse muito pior. As pessoas que trabalham em restaurantes tomaram vacina e continuam trabalhando com máscara, enquanto os clientes ficam horas nas mesas sem o acessório. Esses clientes também tomaram a vacina para poderem entrar nos restaurantes, mas só podem fazê-lo usando uma máscara, mesmo tendo o passe de vacinação válido, todas as medidas anteriores continuam impostas, todos fazem da mesma forma, nada mudou. Quem tomou a vacina para viajar de avião continua usando máscara, fazendo PCR e quarentena. Logo seus passes perderão a utilidade e deverão tomar novas doses da terapia gênica e para conseguir novos passes, podem surgir novos requisitos além das “vacinas”.

Para solucionar o problema dos passes que não duram muito, podem ser falsificados ou não funcionam direito, poderão implementar a tatuagem quântica – equivale ao chip. Assim irão convencer as pessoas, novamente, de que esse novo método irá devolver a normalidade, será mais prático e rápido, menos burocrático, mais confiável, etc…

Isso é o que se ganha quando leis criminosas e estúpidas são obedecidas, quando pessoas covardes não se posicionam frente aos alienados, por medo de seus chiliques histéricos. Há uma série de fatores que contribuiu para toda essa situação, que é apenas uma etapa mais avançada de outras situações, criadas constantemente para condicionar as pessoas a obedecerem leis estúpidas e criminosas.

EXEMPLO

Aqui na Espanha a lei permite que ciclistas circulem pelas pistas que ligam pueblos e cidades. Esses ciclistas não são pessoas que estão indo para o trabalho, mas esportistas ou apenas que o fazem por lazer, muitas vezes estão em bandos de mais de 5 pessoas e gostam de ir um ao lado do outro para conversar.

Para os carros é permitido ultrapassar as bicicletas, desde que seja há uma distância de 1,5 metros. O que isso provoca? Acidentes e mortes, sendo a colisão frontal a segunda maior causa de mortes no trânsito espanhol. Os motoristas, para desviarem das bicicletas, jogam o carro na pista contrária, mesmo com a alta quantidade de curvas que existem por aqui. O mais curioso é que quando um desses estúpidos motoristas está atrás de um carro e quer ultrapassá-lo, ele cola na traseira até a pessoa da frente acelerar ou encostar para ele passar, pois na faixa contínua é proibido ultrapassar. Ou seja, se há uma bicicleta, eles vão na contramão e ultrapassam, mesmo vendo que vem carro do outro lado, mas se é um carro e a faixa do outro lado está totalmente livre, eles não ultrapassam, porque a lei não permite.

Isso demonstra claramente como grande parte dos indivíduos de nossa espécie age como robôs, exatamente como as inteligências artificiais farão quando nos substituírem.

Os ciclistas são obrigados a circular pelo acostamento , caso haja uma rota específica para eles. Se não houver acostamento, eles podem usar a parte essencial da estrada.

A Espanha registrou 235 acidentes em estradas estaduais com ciclistas envolvidos no ano passado


https://www.heraldo.es/noticias/nacional/2017/06/09/espana-registro-ano-pasado-235-accidentes-carreteras-estatales-con-ciclistas-implicados-1180519-305.html

É preciso ter discernimento para saber quando se deve ou não obedecer uma lei, feita por outro ser humano. Mas discernimento é tudo o que falta em nossa espécie. Nem paladar as pessoas têm, comem qualquer lavagem de porco que venha numa bandeja suja.

Outra lei que há na Espanha, e em muitos outros países da Europa, é que quando não há semáforo, os carros devem parar para os pedestres que estiverem na faixa. Se você não estiver na faixa eles passam por cima, porque a lei diz que tem que ser na faixa, captou?

E o que acontece com os pedestres? Eles se jogam nas faixas sem olhar, até com crianças, só porque a lei diz que os carros são obrigados a parar para eles, mas esquecem-se que um carro tem um tempo de frenagem e não pára de uma hora para outra, o que gera muitos acidentes, até porque, muitos aparecem na frente dos carros de repente, saíndo de trás dos carros que estão estacionados, sem contar os que andam na rua olhando para o celular. 

O que o governo faz para “salvar” as vidas dos cidadãos? Cria novas leis com velocidade máxima de 20 km/h. Imaginem que gosto é conduzir um carro, a diesel, a 20 km/h.

https://www.mobilize.org.br/noticias/12631/espanha-reduz-velocidades-em-todas-as-vias-das-cidades.html?print=s

É por essas e outras que parei de comparar certos humanos aos animais, pois estes têm instinto de sobrevivência, coisa que os primeiros não têm. Os animais raciocinam, muitos humanos apenas imitam e obedecem, exatamente como a inteligência artificial fará.

“Retirar o Green Pass de quem não tomar a terceira dose.”

Texto complementar:

Publicado por amellocristina

Arquiteta e Urbanista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: